Missão Bahia Sudoeste

Missão Bahia Sudoeste

Debravadores plantam flores e esperança em escola municipal

Clube de Desbravadores Plêiades, da IASD Central de Luís Eduardo Magalhães, se reúne todos os domingos na Escola Municipal Amabílio Vieira dos Santos. Durante o ano, cada unidade desenvolveu suas especialidades e algumas contribuíram para deixar a escola que os desbravadores utilizam ainda mais cuidada. Era só observar o jardim de entrada da escola, para perceber que os meninos e meninas do Clube Plêiades capricharam.

Além de cuidar do Jardim, o Clube decidiu plantar sementes de esperança no coração dos estudantes e distribuiu 600 livros, O Poder da Esperança para Crianças, nesta segunda-feira (19), e alinhado com o projeto de leitura da escola, os professores estão usando o material em sala de aula.

A diretora do Clube, Lucidalva Barcelos, é também diretora da escola, a educadora falou do impacto que o clube tem feito nesta comunidade escolar.

“Eu como diretor do Clube e da escola Amabílio, tenho visto o cuidado dos nossos desbravadores com o espaço que ocupamos para realizar as atividades do clube, e isso reflete na comunidade. E para levar esperança para os alunos da escola, nesta segunda-feira fizemos a entrega do livro missionário para crianças. Foi muito emocionante ver os pequenos lendo os livros, na hora do recreio, na fila quando esperava o ônibus, no pátio da escola e até mesmo em sala no momento de leitura. Não imaginava ser tão aceito pelas as crianças e professores. A semente foi espalhada, os frutos a Deus pertencem”, comentou (http://elssafa.com/).

A professora de matemática do ensino fundamental I, ficou encantada com o livrinho, e já incluiu no seu planejamento para usar em sala de aula.“Gostei muito do material e vou utilizar na próxima aula”, declarou Almira Neta.

A aluna Samara dos Santos, da 1ª série do fundamental I, já leu duas vezes a historinha.“Eu gosto de história em quadrinhos e dos desenhos, li que o pais da garotinha não leia o recado que ela deu para o pai e era uma declaração de todo seu amor”, lembrou a estudante.

Para a desbravadora Ana Clara Fiúza a distribuição dos livros superou suas expectativas.“Cada criança que pegava o livro já ia abrindo e quando eles viam que era uma história em quadrinhos já começavam a ler, foi muito legal entregar esse presente e ver que eles gostaram”.

(por Lene Salles)